Faça a gestão da sua energia, não do seu tempo

Sabia que, enquanto o tempo é um recurso que se esgota, a energia, por seu lado, pode ser renovada e potenciada influenciando positivamente a produtividade e satisfação profissional e pessoal das pessoas numa organização?

Partilhamos um resumo do trabalho de consultoria e coaching nesta área , desenvolvido pela Energy Project, com milhares de gestores e chefias, em grandes empresas.

Trabalhar entre 12 a 14 horas por dia, sentir-se eternamente exausto, ser difícil envolver-se completamente com a sua família à noite, sentimento de culpa e insatisfação, dormir mal, não ter tempo para fazer exercício, não comer saudavelmente e a horas… A maioria de nós responde às exigências crescentes no local de trabalho, despendendo mais horas laborais, o que inevitavelmente tem reflexos negativos fisicamente, mentalmente e emocionalmente.

Nas organização, este quadro, tantas vezes comum, leva a níveis decrescentes de envolvimento, níveis crescentes de distração, altas taxas de rotatividade e custos médicos crescentes entre os funcionários.

O problema central em trabalhar mais horas é que o tempo é um recurso finito. Já a energia é uma história diferente. Definida na física como a capacidade de trabalhar, a energia vem de quatro fontes principais nos seres humanos: o corpo, as emoções, a mente e o espírito. Em cada um, a energia pode ser sistematicamente expandida e regularmente renovada, estabelecendo rituais específicos – comportamentos intencionalmente praticados e precisamente programados, com o objetivo de torná-los inconscientes e automáticos.

Para efetivamente reenergizar a sua força de trabalho, as organizações precisam de mudar o seu enfoque -retirar o máximo das pessoas – e passar a investir mais nas pessoas, tornando-as motivadas e capazes de trazer mais de si mesmas para o trabalho, todos os dias.

Para se recarregarem, os indivíduos precisam de reconhecer o custo dos comportamentos que esgotam a sua energia e, em seguida, assumir a responsabilidade de mudá-los, independentemente das circunstâncias que estão a enfrentar.

Estabelecer comportamentos e rituais simples para gerir a sua energia transforma a vida dos indivíduos e pode levar a resultados impressionantes nas organizações.  Os participantes superaram os controles de uma série de métricas, reportaram melhorias substanciais nas suas relações com os clientes, seu envolvimento com o trabalho e sua satisfação pessoal.

A maioria das grandes organizações investe no desenvolvimento das habilidades, conhecimentos e competências dos funcionários. Muito poucos ajudam a construir e sustentar a sua capacidade de trabalho – sua energia – que normalmente é tomada como certa. De fato, uma maior capacidade torna possível fazer mais em menos tempo, com um nível mais alto de envolvimento e mais sustentabilidade.

O corpo: Energia física

O Programa começa centrando-se na energia física. É sabido que a nutrição, o exercício, o sono e o descanso inadequados diminuem os níveis de energia básica das pessoas, bem como a sua capacidade de gerir as suas emoções e concentrar a sua atenção. No entanto, muitos executivos não conseguem praticar comportamentos saudáveis consistentes, dadas todas as outras solicitações nas suas vidas. Antes que os participantes no  programa comecem a explorar maneiras de aumentar a sua energia física, eles fazem uma auditoria energética, que inclui quatro questões em cada dimensão energética – corpo, emoções, mente e espírito. Em média, os participantes têm oito a dez das 16 respostas “erradas”. Os participantes também preenchem cartas desenhadas para aumentar sua consciência sobre como as suas práticas de exercício, dieta e sono influenciam os seus níveis de energia. Listados os comportamentos inadequados, o próximo passo é identificar rituais para construir e renovar a energia física. Exemplos:

  • Dormir mais tempo.
  • Mudar os hábitos alimentares, passando de duas grandes refeições por dia para refeições menores e lanches leves a cada três horas – como objetivo: ajudar a estabilizar níveis de glicose ao longo do dia, evitando picos e quedas.
  • Fazer  pausas breves mas regulares em intervalos específicos ao longo da jornada de trabalho – sempre deixando a sua secretária. O valor de tais rupturas está fundamentado na nossa fisiologia. -“Ritmos ultradianos” referem-se a ciclos de 90 a 120 minutos durante os quais o nosso corpo se move lentamente de um estado de alta energia para uma quebra fisiológica. No final de cada ciclo, o corpo começa a desejar um período de recuperação. Os sinais incluem inquietação física, bocejo, fome e dificuldade de concentração, mas muitos de nós ignora-os e continua a trabalhar. A consequência é que o nosso reservatório de energia – nossa capacidade remanescente – vai queimando ao longo do dia. Pausas intermitentes para a renovação, resultam em um desempenho mais alto e mais sustentável. Para um dos executivos, o ritual encontrado incluiu uma caminhada de 20 minutos – não só este lhe dá um escape mental e emocional e algum exercício, mas também se tornou o momento em que ele tem as suas melhores ideias criativas. Isso porque quando ele caminha, não está a pensar ativamente, o que permite que o hemisfério esquerdo dominante de seu cérebro dê lugar ao hemisfério direito com sua maior capacidade de ver o quadro geral e fazer saltos imaginativos.

As Emoções: Qualidade da Energia

Para ter um maior controle das suas emoções, as pessoas podem melhorar a qualidade da sua energia, independentemente das pressões externas que estão enfrentando. Para fazer isso, devem primeiro tornar-se mais conscientes de como se sentem em vários pontos durante o dia de trabalho e do impacto dessas emoções sobre a sua eficácia. A maioria das pessoas percebe que tendem a produzir melhor quando estão a sentir energia positiva.

Quando os executivos aprendem a reconhecer quais os tipos de eventos que desencadeiam as suas emoções negativas, ganham maior capacidade de assumir o controle das suas reações. Um ritual simples, mas poderoso para desativar emoções negativas é o que chamamos de “comprar tempo”. A respiração abdominal profunda é uma maneira de fazer isso. Expirar lentamente por cinco ou seis segundos induz relaxamento e recuperação e desliga a resposta de luta ou fuga.

Um poderoso ritual que alimenta emoções positivas é expressar apreço aos outros, uma prática que parece ser tão benéfica tanto para o doador como para o recetor e pode assumir a forma de uma nota manuscrita, um e-mail, uma chamada, uma conversa, ou um espaço para a apreciação no tempo reservado para a orientação (reunião num almoço, por exemplo).

Finalmente, as pessoas podem cultivar emoções positivas, aprendendo a mudar as histórias que elas relatam sobre os eventos nas suas vidas. Muitas vezes, as pessoas em conflito lançam-se no papel de vítimas, culpando os outros ou circunstâncias externas pelos seus problemas. Tornar-se consciente da diferença entre os fatos numa dada situação e a maneira como interpretamos esses fatos pode ser poderoso em si mesmo.

A Mente: O Foco da Energia

Muitos executivos vêem a multi tarefa como uma necessidade para enfrentar todas as demandas, mas na realidade prejudica a produtividade. As distrações são dispendiosas: um desvio temporário da atenção de uma tarefa para outra – parar para responder a um e-mail ou atender um telefonema, por exemplo – aumenta a quantidade de tempo necessário para concluir a tarefa inicial em até 25%, fenómeno conhecido como “tempo de comutação”.

Soluções encontradas, a partilhar:  deixar a  secretária e ir para uma sala de conferências, longe de telefones e e-mails, sempre que tem uma tarefa que exija concentração (executar um relatório,por exemplo) . O resultado é esta passar a ser concluída em muito menos tempo do que é o habitual. Por outro lado, nas reuniões,  deixar o seu telefone ir para o correio de voz, para que possa concentrar-se completamente nos interlocutores; criar um ritual de verificação de e- Mail (ex: duas vezes por dia).

Outra maneira de mobilizar a energia mental, é focar-se sistematicamente nas atividades que têm a maior alavancagem a longo prazo. Talvez o ritual de foco mais eficaz adotado pelos executivos foi identificar na véspera, cada noite, o desafio mais importante para o dia seguinte e torná-lo a sua primeira prioridade quando chegassem pela manhã.

O Espírito Humano: Energia de Significado

Aproveitar a energia do espírito humano quando o seu trabalho quotidiano e atividades são consistentes com o que mais valoriza e com o que lhe dá um sentido de significado e propósito. Se o trabalho que os executivos estão a fazer realmente importa para eles, normalmente sentem mais energia positiva, melhor foco e demonstram maior perseverança.

Para aceder à energia do espírito humano, as pessoas precisam de determinar prioridades e estabelecer rituais de acompanhamento em três categorias: fazer o que fazem melhor e desfrutam mais no trabalho; alocar de forma consciente, tempo e energia para as áreas de sua vida (trabalho, família, saúde, serviço aos outros) que consideram mais importante; e viver os seus valores fundamentais nos seus comportamentos diários.

Adicionar estas três categorias, ajuda as pessoas a percorrerem um longo caminho para alcançar um maior sentido de alinhamento, satisfação e bem-estar nas suas vidas dentro e fora do trabalho. Esses sentimentos são uma fonte de energia positiva em si próprios e reforçam o desejo das pessoas persistirem em rituais, em outras dimensões energéticas também.

Esta nova maneira de trabalhar apenas tem sustentabilidade na medida em que as organizações apoiem as suas pessoas na adoção de novos comportamentos. Nem todos os executivos e empresas estão preparados para adotar a noção de que a renovação pessoal dos funcionários levará a um desempenho melhor e mais sustentável. Para ter sucesso, os esforços de renovação precisam de apoio sólido e compromisso da alta administração, começando com o tomador de decisão chave.

Adaptado de: Manage your energy not your time, Tony Schwartz e Catherine McCarthy, em Harvard Bussiness Review (hbr.org)

Com regularidade, os executivos com quem trabalhamos na WIF Partners, dizem-nos que estão a trabalhar mais do que nunca e cada vez mais sentem que estão num ponto de rutura.

Deixamo-lo com a seguinte reflexão:

  • Tem rotinas do dia a dia para equilibrar os seus níveis de energia?
  • Conseguindo equilibrar a sua energia, como se irá sentir?
  • Pode escolher a energia que quer ter momento a momento?

What if  you…energize with us?

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *