Desconstruindo: urgente & importante

Um miúdo de seis anos de idade que faz uma birra e se recusa a ir para a escola é considerada matéria urgente. Ir para a escola todos os dias é importante.

Amenizar um cliente irritado é urgente, construir sistemas e compromissos que impeçam os clientes de ficar zangados é importante.

Matar os insetos na cozinha é urgente, colocar repelente para mantê-los no exterior a longo prazo é importante (tal como é evitar substâncias cancerígenas).

Há quinze anos atrás, Elian Gonzales estava no centro de uma verdadeira tempestade mediática. Era uma questão urgente, que envolveu chefes de Estado. Mas não era tão importante como, eventualmente, a normalização das relações e do bem-estar de milhões de pessoas.

Na verdade, as notícias de última hora, seja qual for o tipo, raramente são importantes.

Importante significa: a longo prazo, de fundo, coerente, no interesse de muitos, estratégico, eficiente, positivo …

Se cuidar de coisas importantes, as coisas urgentes não aparecem com tanta frequência. O oposto não é verdade.

Vamos começar por aqui: O propósito da postura da CNN NOTÍCIAS DE ÚLTIMA HORA (as maiúsculas são intencionais) não é o de criar uma cidadania mais informada. É o de ganhar dinheiro.

A razão pela qual, sites de tecnologia, sites financeiros e outros atraem a atenção é porque é divertido. É emocionalmente envolvente estar conetados a uma história quando não sabemos como isso vai acabar. Quando a história se desenrola, quando estoira, nós tornamos-nos emocionalmente ligados a ela.

E assim, a BBC dedica muito tempo de emissão conversando com alguém no local de um acidente de avião, mesmo que ele não tenha a menor ideia sobre o que aconteceu. Porque ele poderia. Porque nós estamos lá.

A menos que seja um trader, este drama de assistir ao acontecer da notícia no imediato (itálicos intencionais) não vai ajudá-lo a tomar melhores decisões – na verdade, vai tornar piores as suas decisões. Também é improvável que o vá fazer mais feliz. Ou mais inteligente. Estamos mais propensos a ter medo do terrorismo do que da mudança climática a longo prazo, embora seja claro que o último mate e fira muito mais pessoas do que o primeiro.

As notícias que consumimos muda-nos. Não apenas as notícias fabricado pela CNN, mas as notícias fabricadas pelo nosso chefe, pelos nossos investidores e clientes.

A nossa escolha, então, é decidir se queremos participar no passatempo de viver através de notícias de outras pessoas, em vez de nos concentrarmos no que é realmente importante.

Posted by Seth Godin em January 19, 2016

Imagem: canva.com

 

O COACHentration – Sharing to go Beyond

“Este encontro foi como uma conversa à beira mar… em flow, a acontecer conforme a maré, com cada peça encaixada no seu sítio, em sabedoria partilhada. São conversas que não acabam, iniciam novas aventuras, assim estejamos de sentidos abertos para a vida!”
Ana Góis

Realizámos, dia 15 de janeiro, nas instalações da WIF Partners, o primeiro encontro deste projeto.

O objetivo? A partilha de experiências que permitam o desenvolvimento do coaching profissional.

Presentes, sete coaches que se entregaram a este propósito numa dinâmica muito vivencial e o resultado foi muito enriquecedor:

“Um verdadeiro retemperar de energias. Bem hajam!” resume Isabel Vilhena

Reforçámos a conclusão de que a missão de um coach é desafiar e facilitar para que o seu cliente vá mais além, ganhe novas perspetivas e se transforme. Enquanto coaches, também nós procuramos ganhar novas perspetivas e ir mais além quando ao serviço do cliente.

Alexandra Barreto faz o seu balanço: “Que bom que foi participar neste primeiro COACHentration!! Vim de alma cheia e coração quente, sem dúvida! Tendo feito toda a minha formação nesta área no estrangeiro, finalmente encontrei em Portugal um grupo de pessoas com os mesmos interesses, motivações e que fala a mesma linguagem!!…Que este tenha sido o primeiro de muitos momentos de partilha, de enriquecimento mútuo, de horas bem passadas, boas energias e uma boa gargalhada também!! Obrigada à Paula e à Ana pela fantástica organização e a todas pela vossa disponibilidade e partilha!”

E porque a partilha de abordagens e perspetivas e o explorar de novas possibilidade se confirmou enriquecer e permitir a experimentação, o ousar ser diferente e o crescimento profissional, daremos continuidade a este projeto…e resposta ao desejo de Ana Conde: “Ana e Paula, vocês sabem como ninguém criar momentos inesquecíveis ! De sábado trouxe um verdadeiro sentimento de boas energias a fluir, ideias novas, tranquilidade, paz… Fiquei com vontade de repetir. Obrigada pelo convite!”

Em breve anunciaremos novo evento, desafiando aqueles que como nós queiram contribuir para crescer em conjunto enquanto coaches!

Na WIF Partners queremos contribuir para a crescente profissionalização e credibilização  do coaching em Portugal. O COACHentration pretende ser um espaço de encontro de coaches profissionais, onde a partilha e desenvolvimento de boas práticas permitirá a todos os coaches participantes crescer pessoal e profissionalmente. Crescimento esse, que resultará em resultados extraordinários para os seus clientes!

 

 

 

 

 

10 qualidades das pessoas com Inteligência Emocional

Já alguma vez se questionou porque algumas pessoas parecem ter uma quantidade ilimitada de sucesso, tanto nas suas vidas pessoais como profissionais? A razão poderá ser porque elas possuem alta inteligência emocional.

De acordo com Psychology Today, “A inteligência emocional é a capacidade de identificar e gerir as suas próprias emoções e as emoções dos outros.” Isto normalmente envolve a:

  • consciência emocional, o que inclui a capacidade de identificar suas próprias emoções, bem como as dos outros;
  • capacidade de aproveitar as emoções e aplicá-las a tarefas como a resolução de problemas;
  • capacidade de controlar as suas emoções, tais como ser capaz de se acalmar quando se está aborrecido.

Se quer saber se tem uma alta inteligência emocional (IE), ou quer trabalhar no reforço da sua IE, a fim de ter sucesso na vida e sua carreira, aqui estão 10 qualidades que as pessoas com alta IE partilham.

 

  1. Elas não são perfecionistas.

Ser perfecionista pode levar a que fique a meio do caminho para completar tarefas e atingir metas, uma vez que pode vir a ter problemas para começar, adiando, e procurando a resposta certa quando não há uma. É por isso que as pessoas com IE não são perfecionistas. Percebem que a perfeição não existe e continuam para a frente. Se cometem um erro, vão fazer ajustes e aprender com ele.

 

  1. Elas sabem como equilibrar trabalho e lazer.

Trabalhando 24/7 e não cuidar de si mesmo, aumenta o stress e problemas de saúde desnecessários para a sua vida. Face a isso, as pessoas com IE sabem quando é hora de trabalhar e quando é hora de lazer. Por exemplo, se precisam, para se desligar do mundo, de um par de horas, ou até mesmo um fim-de-semana inteiro, elas vão porque precisam de tempo para se desligar e reduzir os níveis de stress.

 

  1. Elas aceitam a mudança.

Em vez de temerem a mudança, as pessoas emocionalmente inteligentes percebem que a mudança é uma parte da vida. Ter medo da mudança dificulta o sucesso, elas adaptam-se às mudanças ao seu redor e têm sempre um plano para pôr em prática no caso de qualquer tipo de mudança ocorrer.

 

  1. Não são facilmente distraídas.

Pessoas com alta IE têm a capacidade de prestar atenção à tarefa em mãos e não são facilmente distraídas com a envolvente, tais como texto ou pensamento aleatório.

 

  1. São empáticas.

Daniel Goleman, psicólogo e autor de “Focus: The Hidden Driver of Excellence”, disse ao The Huffington Post que a empatia é uma das cinco componentes da inteligência emocional. De facto, ser capaz de se relacionar com os outros, mostrar compaixão e ter tempo para ajudar alguém são todos os componentes cruciais da IE. Além disso, ser empático torna as pessoas com IE curiosas sobre outras pessoas e leva-as a fazer muitas perguntas sempre que encontram alguém novo.

 

  1. Conhecem os seus pontos fortes e fracos.

Pessoas emocionalmente inteligentes sabem aquilo em que são boas e menos boas. Elas não só aceitam os seus pontos fortes e fracos, como também sabem como aproveitar os seus pontos fortes e fracos, trabalhando com as pessoas certas na situação certa.

 

  1. São auto-motivadas

Foi um daqueles miúdos(as) ambiciosos e trabalhadores, foi motivada para alcançar um objetivo – e não apenas porque havia uma recompensa no final? Ser empenhado genuinamente, mesmo desde jovem, é outra qualidade possuída por pessoas com IE.

 

  1. Elas não moram no passado.

Pessoas com alta IE não têm tempo para divagar sobre o passado, porque estão muito ocupadas contemplando as possibilidades que o amanhã trará. Não deixam os erros do passado consumi-las com a negatividade. Não guardam rancores. Pois ambos adicionam stress e nos impedem de avançar.

 

  1. Focam-se no positivo.

Pessoas emocionalmente inteligentes preferem dedicar o seu tempo e energia para resolver um problema. Em vez de insistirem no negativo, olham para o positivo e para aquilo sobre o que têm controle. Além disso, também gastam seu tempo com outras pessoas positivas e não com as pessoas que constantemente se queixam.

 

  1. Estabelecem limites.

Embora as pessoas com elevada IE possam parecer pushovers por causa de sua polidez e compaixão, elas realmente têm o poder de estabelecer limites. Por exemplo, sabem como dizer não aos outros. O motivo? Impedir que fiquem sobrecarregadas, esgotadas porque têm muitos compromissos. Em vez disso, estão conscientes de que dizer não liberta-as de completar compromissos anteriores.

By John Rampton * para inc.com  (*empreendedor, investidor,  guru do marketing online, fundador da Due. Classificado em 2º no Top 50 Online Influencers in the World, pela Entrepreneur magazine e distinguido como marketing expert pela Time)

 

What if you… Design Your future  é o nosso lema para 2016 e começamos o ano dando o exemplo! Coachentration é um evento de partilha de aprendizagens, ferramentas e de desenvolvimento destinado a coaches. Se queres, com a WIF e outros coaches, potenciares-te enquanto pessoa e coach num ambiente natural de evasão, este desafio é para ti. Fica a par de tudo, aqui